Carreira em Administração de Banco de Dados

Olá pessoal!

A postagem hoje é mais uma reflexão sobre a carreira em administração de banco de dados.

Qual porta abrir?

Hoje eu estava no LinkedIn e apareceu um vídeo para assistir OpenEdge: Tuning Database Buffers Online, imediatamente cliquei para assistir e enquanto assistia passou um filme em minha mente.

Comecei a trabalhar oficialmente com tecnologia há 10 anos atrás, antes em 2005 começava a fazer alguns cursos de informática como Manutenção de Impressoras (kkkkk), Delphi e SQL Server 2005 (viajei na época com XML). Era um ano de descobrimento, estava procurando me encontrar entre manutenção, desenvolvimento e por fim banco de dados. Foi então, quem em 2006 consegui meu primeiro emprego (como todo mundo em suporte de 1º nível) a cada dia, despertava o meu interesse em saber como os sistemas eram desenvolvidos, porque eram lentos, como eu poderia deixá-los rápidos, como extrair alguns dados direto da “fonte”. Lembrava sempre do meu cursinho de Delphi e o instrutor dizendo que o Oracle era o oráculo e com nossos programas consultávamos e recebíamos respostas. Eu era muito novo, para compreender este mercado.

Com o passar dos anos, fui evoluindo na empresa que havia me dado a primeira oportunidade e pude então entrar aprofundar na questão de análise dos sistemas, ao mesmo tempo, em casa estava sempre estudando desenvolvimento de sistemas, só para saber mesmo, nunca pensei passar meu dia todo codificando, isto era certo em minha mente. Com o conhecimento em análise de sistemas e por causa daquele cursinho de SQL Server que havia realizado há uns 3 anos antes a empresa entendeu que estava “preparado” para ser o DBA da empresa, mas sabe qual era a plataforma? Progress! Eu só sabia fazer SELECT e de um dia para o outro eu iria começar a trabalhar como Administrador de Banco de Dados (DBA) e administrador dos sistemas deste grupo empresarial.

Foi um período de muito aprendizado comecei com Progress Database, depois fui ampliando minha administração em SQL Server, Oracle, MySQL e até mesmo IBM DB2 LUW, mas sempre mantinha em minha mente aquele instrutor falando sobre Oracle, foi então que como eu já estava trabalhando com esse produto, decidi arriscar minha carreira e trabalhar somente com a administração de banco de dados em uma empresa internacional especializada em consultoria. Foram alguns anos dedicados ao Oracle, aprendi muito e conheci excelentes profissionais, mas eu estava decidido que o banco de dados que mais me atendia era o SQL Server e os outros seriam conhecimentos complementares. Com esta decisão, tive que trocar de empresa, pois eu era “um estranho no ninho” quando falava sobre o SQL Server.

O SQL Server foi o banco de dados que mais me deu resultado em relação à carreira, através dele muitas portas se abriram, até mesmo que eu me tornasse um instrutor em uma empresa que eu sempre vi como referência em meu estado.

Atualmente estou em uma nova transformação. A área de Self-service BI está progredindo bastante, além disso, muitas portas estão se abrindo para falar de PowerBI. Em minha visão, administrar banco de dados tende no futuro cada vez mais ser reduzido o trabalho, ficando muito mais importante a carreira em administração dos dados, mas de forma inteligente, focando em extrair indicadores para o negócio – Business Inteligence.

Depois de tudo isso ser dito o que eu poderia comentar sobre a carreira de DBA e elencar como importante para sua carreira?

  • Quer ser DBA? Não adianta, se você não souber nada de programação. Se você não sabe programar, nunca conseguirá discutir com um desenvolvedor sobre boas práticas ou até mesmo compreender porque eles em alguns momentos fazem coisas que para nós são erradas;
  • Quer ser DBA? Não seja só de um produto! Procure conhecer os principais que ao meu ver são: SQL Server, Oracle e MySQL;
  • Escolha uma para se tornar o seu principal skill, mas não abandone os outros, nem pense que sua plataforma é a mais perfeita, eu odeio DBAs de “uma perna só”, que só trabalham com um banco de dados;
  • Quer ser DBA? Procure entender o negócio do seu cliente, entenda o que você administra, quais tipos de dados estão em seus servidores;
  • Quer ser DBA? Tem que dominar aspectos de infraestrutura, conhecer sistemas operacionais, permissões, redes, dentre outros;
  • Só reforçando, estude linux! Eu achava que estava morta a possibilidade de eu voltar a trabalhar com linux freneticamente e a Microsoft anuncia que o SQL Server vai rodar em linux, então, você nunca sabe o seu futuro mesmo;
  • Quer ser DBA? Estude Business Inteligence, entenda sobre questões de Data Warehouse (Star Schema x Snowflake Schema), big data, ferramentas analíticas. Aqui praticamente é um outro mundo profissionalmente;
  • Todo DBA quer fazer tuning, mas tuning não é só criar índices ou mexer em parâmetros do banco de dados. Tuning é ter a capacidade de analisar todos os aspectos do seu banco de dados e identificar melhorias, então, você precisa conhecer modelagem de banco de dados, teorias dos conjuntos e tantos outros conhecimentos que são a base para um bom banco de dados;
  • Faça cursos oficiais, leia artigos, participe de fóruns e estude inglês;
  • Crie seu próprio laboratório, faça testes, tente desenvolver algum produto;
  • Tire certificação, atualize suas certificações e lembre-se: Certificações nunca são demais, tire todas que você pensar que pode;
  • Quer ser DBA? Seja uma pessoa integra! Você irá manusear informações muito valiosas, mas acima de tudo está o seu caráter em fazer seu trabalho e não se “encantar” com informações que não lhe convém saber;
  • Conheça profundamente essas letrinhas: OLTP, OLAP, BI, R, ETL, DW, CRM, ERP, TCP, UDP, LDAP, ITIL, COBIT, PMO, C, C#, Java (?!?!), Cloud, SaaS, PaaS e tantas outras siglas ou termos técnicos;

Por fim, seja um profissional de valor para sua empresa, você tem os dados dela em sua mão, então use isso, crie você mesmo relatórios analíticos, melhore o desempenho do banco de dados, faça um pequeno BI, tudo isso, ajudará você a ser reconhecido e patrocinar treinamentos, viagens e muitas outras coisas e se isso não acontecer, mude de empresa! Empresas sérias, sempre precisam de bons profissionais.

Este artigo, sempre estará sendo atualizado, conforme as transformações em minha carreira acontecerem.

Então, “bora” estudar, pois muitas portas estão abertas para o conhecimento, não deixe de abrir nenhuma!

Não deixe de comentar sua experiência e como foi a evolução da sua carreira.

Obrigado por estar aqui.

Vithor da Silva e Silva | DBA SQL Server
vithor@vssti.com.br

4 thoughts on “Carreira em Administração de Banco de Dados”

  1. Olá encontrei seu blog pesquisando sobre carreira de DBA, fiz um curso de Oracle 11 g e comecei meus estudos para a certificação OCA, porém dei uma pesquisada sobre SQL SERVER e vi que existe mais materiais para estudo e também maior número de vagas, gostaria da sua opinião para iniciar minha carreira de DBA Jr. Tiro a certificação Microsoft ou Oracle ?, qual você indicaria para inicio.
    Obrigado

    1. Olá Gilber!
      Sem dúvidas, eu lhe recomendo iniciar sua carreira em SQL Server. Além dos custos serem mais atraentes, você terá um resultado de crescimento mais rápido em sua carreira, e então você terá condições e experiência para caminhar por outros bancos de dados como o Oracle, DB2, MySQL e quem sabe se certificar neles também!

      O fato é que o SQL Server é a bola da vez, então, não desvie seu foco para quem está “ficando para trás”.

      Sucesso e fique ligado no blog!

Deixe uma resposta